7.4.17

Female-CherylHolt.jpg

Foto: Female - Cheryl Holt

 

Não se vê mas sente-se. Sente-se tanto que por vezes sentimos um grande formigueiro na barriga, só de ouvir falar.

Dói. Sentimos tanta dor por tê-lo como por não tê-lo. Dores diferentes, é certo, mas dores. Sem perceber bem porquê, secretamente desejamos sentir essa dor só para sabermos que estamos vivos e em relação com alguém.

Ele não se vê mas é ele que nos faz mover. É ele que nos faz ir de norte a sul do país por uma mera causa, só nossa apenas.

Vem de dentro e nada cá fora pode alterar isso. Pode tentar, influenciar, deturpar a visão mas... na verdade, nada altera. Por vezes até fortalece.

Faz-nos rir e chorar quando pensamos no que foi vivido, sentindo saudades e vontade de repetir certos momentos e sensações.

Dá-nos energia de continuar a fazer o que fazemos apenas por amor, apenas por acreditar.

Se correr bem, é recíproco e duradouro. Para sempre. Se correr menos bem, fica mais uma história para contar. Mas devemos sair dela a sorrir porque vivemos e amamos com todas as nossas forças. Afinal, não é para isso que existimos?

 

Sónia Abrantes

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 17:30  Comentar

Dili | Timor-Leste

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Helena Rosa

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Marisa Fernandesa

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Abril 2017
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
15

16
18
20
22

23
25
27
29

30


Arquivo
Comentários recentes
Ola, boa tarde. o Mil Razões está em destaque no B...
OoopsFaltou dizer que a homepage dos Blogs do SAPO...
Olá,Este blog está em destaque na homepage dos Blo...
Parece que o Mil Razões quer mesmo estar em todos ...
O amor não resolve nada. O amor é uma coisa pessoa...
Presenças
Ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: