4.7.16

Baby-MDphoto.jpg

Foto: Baby - MDphoto

 

Hoje acordei pronta para refletir sobre a morte.

Porquê? Porque me faz pensar em tudo a que vale a pena dar importância, já que, quando ela chega acaba tudo e pronto, sem volta a dar. Isto ajuda-me a levar melhor os dias.

Mas, quando acordei, o que vi primeiro foi o grande sorriso do meu pequeno filho. Afinal, há mais coisas que não esquecemos e que não há volta a dar, está feito e bem registado na memória: a felicidade.

Essa sim, não é física, chega e fica, mesmo que seja em recordações, está na nossa mente bem guardadinha. Temos é que ir lá buscá-la.

A felicidade que já conquistámos em algum momento é irreversível, está vivida e não podemos voltar com o tempo atrás.

Depois deste grande sorriso, chega um segundo quando chego ao trabalho e tenho uma conversa com um dos alunos:

- Sónia, vamos ter um dia como o de ontem?

- Acho que sim, porquê?

- Adorei o dia de ontem!

O dia de ontem foi vivido e naquela memória está gravado como um excelente dia.

Por isso, hoje esqueço a morte e vivo a felicidade, como algo que não voltará a deixar de existir.

 

Sónia Abrantes

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 09:30  Comentar

Dili | Timor-Leste

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Helena Rosa

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Miriam Pacheco

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Julho 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
16

17
19
21
23

24
26
28
30

31


Arquivo
Comentários recentes
Ola, boa tarde. o Mil Razões está em destaque no B...
OoopsFaltou dizer que a homepage dos Blogs do SAPO...
Olá,Este blog está em destaque na homepage dos Blo...
Parece que o Mil Razões quer mesmo estar em todos ...
O amor não resolve nada. O amor é uma coisa pessoa...
Presenças
Ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: