25.5.16

Peach-Wokandapix.jpg

Foto: Peach - Wokandapix

 

Dou aquilo que me faz mais falta.

Porque, quando dou, não fico mais pobre.

E o vazio que existe não se torna maior. De certa forma, até se preenche um pouco.

Porque, ao dar, recebo sempre algo em troca: a satisfação de dar e ver o efeito dessa dádiva em quem a recebe é impagável e insubstituível.

 

Porém também sinto… uma certa… inveja. Porque também eu queria receber aquilo que dou. E não é que eu esteja a cobrar nada a quem dou, mas... fico à espera.

E espero. E ainda bem que tenho o que fazer para me ocupar enquanto espero, de outra forma, desesperava.

Mas, inevitavelmente, às vezes desespero. Cada vez menos, no entanto.

E dou por mim a pensar: “Serei egoísta ou, efetivamente, o dar e o receber deveriam andar de braço dado, num fluxo equilibrado entre emissor e recetor?”.

Filosofias.

 

Sandrapep

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 09:30  Comentar

Dili | Timor-Leste

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Helena Rosa

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Marisa Fernandesa

> Rui Duarte

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Maio 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
17
19
21

22
24
26
28

29
31


Arquivo
Comentários recentes
Ola, boa tarde. o Mil Razões está em destaque no B...
OoopsFaltou dizer que a homepage dos Blogs do SAPO...
Olá,Este blog está em destaque na homepage dos Blo...
Parece que o Mil Razões quer mesmo estar em todos ...
O amor não resolve nada. O amor é uma coisa pessoa...
Presenças
Ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: