6.4.16

HappyWeddingDay-GeoffDoggett.jpg

Foto: Happy Wedding Day – Geoff Doggett

 

O peso em quilogramas é difícil de eliminar quando ultrapassamos uma certa idade, mas aprendemos a viver com ele e, quando nos mentalizamos que a natureza é mesmo assim, conseguimos aprender a viver nessa nova realidade.

 

O outro tipo de peso, o da consciência, esse, já é mais difícil de aprender a viver e, tão ou mais difícil de eliminar... Pode parecer que o eliminamos mas, no momento em que faz menos falta, lá vem ele outra vez enviando uma pequena projeção à nossa memória.

O que fazer?

Mandar para as catacumbas da nossa mente?

Enterrá-lo?

Como, se a responsabilidade era nossa e o erro foi nosso?

Alguém morreu por isso? Não… Ou… Sim!

Mas podia ser diferente?

Se a decisão fosse outra estaríamos melhor?

Se calhar a ética também tem aqui um grande peso: um bem maior para um maior número de pessoas mesmo que apenas uma sofra…

Sim, falar é fácil.

Optamos então por ficar tristes quando tem que ser, ficar felizes quando conseguirmos, chorarmos, rirmos, sempre que for preciso, sem medo do que possa acontecer e com a certeza de que tudo o que fazemos hoje pode estar completamente errado amanhã…

 

Sónia Abrantes

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 09:30  Comentar

Dili | Timor-Leste

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Helena Rosa

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Marisa Fernandesa

> Rui Duarte

> Sandra Pinto

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Abril 2016
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
16

17
19
21
23

24
26
28
30


Arquivo
Comentários recentes
Ola, boa tarde. o Mil Razões está em destaque no B...
OoopsFaltou dizer que a homepage dos Blogs do SAPO...
Olá,Este blog está em destaque na homepage dos Blo...
Parece que o Mil Razões quer mesmo estar em todos ...
O amor não resolve nada. O amor é uma coisa pessoa...
Presenças
Ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: