19.11.14

MaosNoMundo.jpg

 

Era uma vez uma Pessoa. E a Pessoa tinha sonhos, objetivos, ideais.

Uma forma de ser e de estar. Nem certa nem errada. Apenas existia e era assim, sem presunções ou superlativos.

 

Era uma vez um Mundo a transbordar de portas fechadas, de incompreensão e desrespeito. Um Mundo que não aceitava, que não permitia, que só exigia.

 

E a Pessoa no meio do Mundo. No fundo do Mundo. Esmagada pelo Mundo.

 

E o Mundo rebolando redondo, inconveniente, arrogante!

 

E a Pessoa cansada. Um cansaço tão grande, que é maior do que ela. Maior do que a fome que sente, do frio que sente, do sono que sente. Um sono de quem não quer estar acordado.

 

Constatada a insustentável incompatibilidade, muda a Pessoa ou muda o Mundo?

 

(suspiro) O dia acaba. Outro logo amanhece. E a Pessoa vai. Com o Mundo.

 

Sandrapep

 

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 08:00  Comentar

Dili | Timor-Leste

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Marisa Fernandesa

> Rui Duarte

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Novembro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
14
15

16
18
20
22

23
25
27
29

30


Arquivo
Comentários recentes
Ola, boa tarde. o Mil Razões está em destaque no B...
OoopsFaltou dizer que a homepage dos Blogs do SAPO...
Olá,Este blog está em destaque na homepage dos Blo...
Parece que o Mil Razões quer mesmo estar em todos ...
O amor não resolve nada. O amor é uma coisa pessoa...
Presenças
Ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: