23.10.12

 

Dizia Shakespeare que “somos feitos da mesma matéria que os sonhos”. Isso significa exatamente o quê? Que vivemos à escala dos nossos sonhos? Que sonhamos na exata medida em que existimos? Significa o quê? É a matéria que nos permite sonhar? Ou é o sonho que nos permite mover? Vagueamos em que limbo: cá ou lá? E se cá for lá e lá for, afinal, cá? Dizem-me: “vive ou sonha”. Porquê “ou” e não “e”? Porque tenho de separar o indissociável? Quem agrilhoa o quê em mim? Quem me liberta da dor e me dá ganas de voar? Nas asas do infinito estrelado da minha imaginação, viajo nos meus sonhos. Gosto tanto deles, até mesmo nos dias em que a melancolia não me permite vesti-los de cores garridas. Se tivesse voto na matéria, escolhia ser, a tempo inteiro, matéria dos sonhos. Só e apenas.

 

Alexandra Vaz

Link deste ArtigoPor Mil Razões..., às 19:05  Comentar

Dili | Timor-Leste

Pesquisar
 
Destaque

 

Porque às vezes é bom falar.

Equipa

> Alexandra Vaz

> Cidália Carvalho

> Ermelinda Macedo

> Fernando Couto

> Inês Ramos

> Jorge Saraiva

> José Azevedo

> Maria João Enes

> Marisa Fernandesa

> Rui Duarte

> Sara Silva

> Sónia Abrantes

> Teresa Teixeira

Outubro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
17
18
20

21
22
24
25
27

28
29
31


Arquivo
Comentários recentes
Ola, boa tarde. o Mil Razões está em destaque no B...
OoopsFaltou dizer que a homepage dos Blogs do SAPO...
Olá,Este blog está em destaque na homepage dos Blo...
Parece que o Mil Razões quer mesmo estar em todos ...
O amor não resolve nada. O amor é uma coisa pessoa...
Presenças
Ligações
Música

Dizer que sim à vida - Carlos do Carmo:

 

Dizer que sim à vida - Luanda Cozetti: